ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue

Sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Visualizada 182 vezes


Em reunião realizada na tarde da última quinta-feira, 18, o município de Assis Chateaubriand declarou “guerra” contra o escorpião e ao combate ao mosquito Aedes Aegypti. Entre as ações de conscientização que são desenvolvidas ao longo do ano, como limpeza, panfletagens, carro de som alertando a população e arrastões, a pedido do prefeito Marcel Micheletto a secretaria de Saúde, por meio do setor de Vigilância de Epidemiologia, com apoio de todas as demais secretarias municipais vai intensificar essas ações para conter a proliferação desses animais.

A intenção é realizar arrastões com a participação dos moradores na cidade para fazer o recolhimento de materiais que são armazenados pelos moradores, porém não são utilizados como telhas e lajotas que se tornou abrigo dos escorpiões e ou acumulem água e que contribuem para a proliferação do mosquito. “Temos que entrar com medidas mais dura. Hoje o município já notifica moradores, realiza limpeza nos bairros, mais temos que contar com a colaboração dos moradores, pois o nosso maior problema é o acúmulo de lixo e materiais inservíveis nas residências. Cabe a cada um de nós cuidarmos do nosso quintal. Por isso peço nos ajudem a capturar os escorpiões e combater à dengue”, disse o prefeito.

A recomendação é que a população não armazene lixo ou materiais inservíveis e que possam servir de abrigo para escorpião e larvas, pois as atitudes dos moradores são essenciais no combate a esses insetos.

A prefeitura pré-estabeleceu um cronograma que poderá sofrer alterações a qualquer momento. O arrastão inicia pelo Mini Parque Industrial, Jardins Carolina, Morada do Sol, Sheila, Itaipu, Monaco, Centro e Jardim América considerados bairros de maior incidência e conseqüentemente seguirá para outros bairros. “Portanto, pedimos aos moradores destas localidades que façam a limpeza dos quintais para impedir a procriação desses animais, tomando os devidos cuidados, como por exemplo, utilizando luvas e botas para evitar novos acidentes. Aproveitem o final de semana e coloquem todo o lixo para fora dos quintais que estaremos recolhendo na próxima semana”, declarou o secretário de Agricultura, Meio Ambiente, Serviços Urbanos e Obras Juan Carlos Alves.

Outra medida tomada pelo município e que vai auxiliar no controle é a limpeza de bocas de lobo e dedetização para eliminar insetos que servem de alimento para o escorpião. “Já realizamos esse serviço e obtivemos resultado, por este motivo vamos retomá-lo. O caminhão que faz esse serviço é preparado e exclusivo para esse tipo de limpeza, pois faz toda a higienização da boca de lobo e das galerias, fazendo inclusive a remoção dos resíduos internos. um trabalho cauteloso, porém, com resultados”, disse Juan Carlos.

As reuniões realizadas pelo município tem sido acompanhadas por técnicos da 20ª Regional de Saúde de Toledo. O órgão irá auxiliar o município e realizar capacitação ao longo desta semana a fim de combater escorpião e outros animais peçonhentos. O objetivo é que as equipes tanto da vigilância, bem como os Agentes Comunitários de Saúde recebam mais orientações sobre a identificação, o controle e o manejo desse tipo de animal.

Registro de uma das reuniões que a equipe da prefeitura com os técnicos da 20ª Regional tem realizado  

 

 

Nota Oficial

Nenhum Estado ou Município tem como adquirir de forma isolada o soro afirma Secretaria de Saúde do Estado

 A Secretaria da Saúde do Estado do Paraná esclareceu que segue política definida pelo Ministério da Saúde, que indica a definição dos locais estratégicos para a disponibilização de soro contra animais peçonhentos. Em nota (anexo) , a Secretaria afirma que a distribuição do soro é responsabilidade do Ministério da Saúde e que nenhum estado ou município tem como adquirir de forma isolada os soros.

Leia a íntegra da Nota Oficial em anexo.

 

Nota Oficial

Em Nota Oficial a Associação Hospitalar Beneficente Moacir Micheletto, lamentou profundamente o ocorrido e afirmou que todos os procedimentos conforme determina protocolo clínico foram tomados

Leia a íntegra da Nota Oficial em anexo.

 

 

Dedetização piora e agrava perigo

No desespero, muitos pais buscaram o serviço de dedetização contra escorpiões. O que poucos sabem, no entanto, é que esse tipo de prevenção pode piorar o quadro e agravar o perigo.
De acordo com Manual de Controles de Escorpiões do Ministério da Saúde, dedetizar um ambiente a fim de exterminar os escorpiões faz com que os animais se desalojem, mas permaneçam vivos, aumentando os riscos. Com a aplicação pulverizada do produto, os animais se movem para regiões de superfície, onde não há veneno, e a possibilidade de acidentes aumenta.
Os escorpiões podem, ainda, permanecer longos períodos em abrigos – como frestas de paredes, telhas, escondidos em caixas e tijolos – que impedem que o inseticida entre em contato com o animal, causando uma falsa sensação de segurança. De acordo com o manual, os escorpiões possuem a capacidade de permanecer com seus estigmas pulmonares fechados e sem se alimentar por um longo período de tempo. “Qualquer veneno mataria o escorpião, desde que atingisse diretamente o animal. Mas, no caso da pulverização, dificilmente isso ocorre”, explica o o biólogo da Diretoria de Vigilância Ambiental do DF (Dival), Israel Martins.
De acordo com o Martins, diante de animais irritados com os inseticidas, é comum registrar-se o aumento do número de ataques por escorpiões. Sendo assim, para evitar acidentes, o melhor é estar atento. Em casa, é preciso evitar vãos ou frestas nas paredes, vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rodos de borracha, reparar rodapés soltos, colocar telas nas janelas e manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados. Nas áreas externas, é importante manter quintais e jardins limpos, bem como colocar o lixo domiciliar em sacos plásticos  mantidos fechados.

 

 

Regional de Saúde disponibiliza soro para os hospitais conforme as notificações

De acordo com Denise Liell, Chefe 20ª Regional de Saúde de Toledo, ao todo são 22 cidades no Paraná que são sede de Regionais de Saúde sendo que a regional disponibiliza o soro para os hospitais conforme as notificações dos acidentes com animais peçonhentos incluindo escorpião. “Precisamos ressaltar o cuidado que a população precisa ter de observar qualquer  animal estranho e notificar isso aos responsáveis da vigilância sanitária da cidade para que realmente nós possamos avaliar se é escorpião ou não, que espécie é e caso seja confirmado ser escorpião nós precisamos mapear a presença na cidade, principalmente do escorpião amarelo que é o mais perigoso.  No caso da Milleny, aconteceu a fatalidade  por causa do peso da criança, o local de foi picado e ainda a quantidade de veneno ejetado. Quanto menor a pessoa mais o veneno é prejudicial e pode produzir reações graves e mais complexas. Em caso de acidente pedimos para que levar a unidade de Saúde mais rápido possível, por isso que temos o plantão de 24h especializado para atender esse tipo de de acidente. É muito importante também que a comunidade como um todo observe se tem a presença do escorpião e o cuidado se dá através da observação deste ambiente, observar o quintal, analisar se tem a presença do escorpião, percebendo a presença dele fazer uma limpeza no quintal, evitando o acúmulo de madeiras, telhas, lixo pois ele se alimenta principalmente da barata se tem uma fonte de criação de barata com certeza o escorpião  estará neste local, onde encontra um abrigo necessário alimento e água. O clima também ajuda sendo quente e úmido. Nos meses de setembro, outubro, novembro, dezembro e janeiro são meses quentes e úmidos, portanto o cuidado que nós temos que ter nesse período ainda maior. A reprodução deles é outra coisa importante,  pois o escorpião amarelo não precisa de macho e fêmea porque ele pode se reproduzir sozinho e difícil  de controlar por isso temos realmente que eliminar o bicho”, declarou.

No caso da Milleny, aconteceu a fatalidade  por causa do peso da criança, o local de foi picado e ainda a quantidade de veneno ejetado

 

 

Cuidar do nosso quintal, pois é aí que o escorpião gosta de se esconder

“Infelizmente tivemos a fatalidade desta picada de escorpião que foi muito grave. Chamamos a atenção porque o amarelo é mais complicado do que uma de escorpião marrom, pois picada dele é de maior violência. Então precisamos ter cuidado principalmente nesta época que aumenta reprodução destes animais, está chovendo muito, então eles querem se proteger e a tendência é entrar em casa em baixo de tábuas, telhas, em locais escuros. A população precisa cuidar da higiene básica e cuidar também com a dengue, chikungunya, zica e febre amarela, ou seja cuidar com a Aedes aegypt,  mas também tem cuidar com o escorpião tivemos no último cinco anos aqui na regional de Cascavel, 66 casos registrados, desses 66 casos apenas 6 foram moderamos, portanto a incidência de casos de casos fortes é pequena. Infelizmente tivemos a infelicidade de acontecer esse caso em Assis Chateaubriand, que pode acontecer porque essa picada foi provavelmente em veia, ou artéria, fazendo com que o veneno se alastrasse pelo corpo e mesmo fazendo soro que nós temos a disposição não foi possível reverter o quadro. O veneno do escorpião ataca o sistema cardiológico, o sistema de transmissão neurológica, ele acaba com uma substância chamada Acetilcolina e funciona mais ou menos como o veneno do agrotóxico então interrompe a transmissão nervosa, fazendo com que paralise coração, paralise rins, por isso precisamos do atendimento imediato. Chamo a atenção para tomar cuidado com qualquer tipo de reclamação que as pessoas observarem nas crianças e adultos , dor muito forte no local de picada e as vezes olhando você não vê nada. É importante que se a dor for muito forte imediatamente leve ao médico, pois ele é único profissional habilitado e preparado para identificar a picada do escorpião. Em relação a higiene das residências, o responsável pela minha higiene sou eu, da higiene da minha casa sou eu,  minha esposa, meus familiares, as pessoas que trabalham em casa,  eu não posso culpar o síndico do prédio porque a minha casa não foi limpa. Eu sei o que aconteceu, nós ficamos revoltados com isso, eu também me sensibilizo com essa família, pois é muito triste você perder um ente querido principalmente na idade dessa criança que tinha vida toda pela frente, porém infelizmente aconteceu e a gente deve utilizar essa fatalidade como exemplo para que não aconteça com outras pessoas. Portanto vamos cuidar nosso redor,  do nosso quintal, principalmente aquele acúmulo de tijolos, de tábuas, pois é aí que o escorpião gosta de se esconder”, declarou

Miroslau Bailak, chefe da 10ª Regional de Saúde de Cascavel.

 

 

Veja como reagir em caso de picada de escorpião

Eles costumam se instalar em acúmulos de lixo, madeira, entulho, material de construção. Nas casas, podem entrar pelos ralos ou portas. Por isso, é importante ter a telinha nos ralos e rodapés nas portas.

 Se você for picado, não pise no bicho. Você vai precisar leva-lo ao hospital e o médico precisa reconhecer a espécie para dar o antídoto correto. Colocar gelo no local, tomar um analgésico na hora e ir ao hospital são as recomendações. Também é importante lembrar que você não pode cortar o local da picada, nunca chupar o veneno, não passar álcool e não tomar leite.

 A gravidade das manifestações clínicas depende muito. Os acidentes são classificados como leves (os mais frequentes, com dor e vômito), moderados (além da dor, náuseas, suor excessivo, taquicardia, respiração ofegante) e graves (náuseas e vômitos frequentes, suor excessivo, hipotermia, tremores, agitação alternada com sonolência, respiração ofegante, taquicardia ou bradicardia).

Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue Município de Assis declara "guerra" contra escorpião e dengue

Fonte: Da Assessoria

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 12:00 - 13:30 às 17:30. CANAL DE ATENDIMENTO: Disque 156!

Última atualização do site:   21/02/2018 13:54:38