Falta de profissionais preocupa abertura de novos leitos de UTI´s

Sexta-feira, 08 de janeiro de 2021

Última Modificação: 08/01/2021 14:31:08 | Visualizada 393 vezes


Ouvir matéria

“Servidores municipais foram convidados à nova jornada de trabalho”

A falta de enfermeiros e técnicos no enfrentamento ao coronavirus tem sido o principal entrave para abrir novos leitos de UTI Covid-19. Em Assis Chateaubriand a Associação Hospitalar Beneficente Moacir Micheletto está contratando novos profissionais.

Diante da falta de profissionais de saúde disponíveis no mercado, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do secretário Fábio Fantin Camilo realizou na tarde da última quinta-feira, 7, no Centro de Convenções da Prefeitura (Auditório Municipal), uma reunião com a equipe de técnicos de enfermagem e enfermeiros. Conforme detalhes, o hospital tem equipamentos para abrir já nos próximos dias mais leitos de UTI mais esbarra na falta de mão de obra.

De acordo Fábio, a ideia é recrutar os profissionais para suprir tal necessidade. Os servidores municipais trabalham das 8h até as 12h e das 13h30 às 17h30 e ainda alguns trabalham aos sábados por conta do atendimento no ambulatório. “Convocamos nossos servidores para uma nova jornada de trabalho que não coincida com a do município e assim vamos conseguir dar o suporte necessário ao hospital Micheletto”, disse.

Funcionará desta forma. Hospital estará fazendo alguns contratos com os servidores interessados. O secretário de saúde lembra que nesse momento o importante é tentar se ajudar. “O hospital é parceiro da secretaria de saúde e temos que trabalhar juntos e o objetivo junto com o hospital sempre é um só levar qualidade de atendimento para nossa população com relação à saúde, pois estamos passando por um período difícil com relação ao número de casos de Covid-19 e os atendimentos estão sobrecarregados, tanto lá quanto nas unidades  básicas de atendimento, então estamos  falando com os nossos servidores e vamos mais uma vez mandar uma mensagem para quem conhecer ou até mesmo  tiver algum parente que trabalhe e atue na área de saúde enfermeiros técnicos e médicos então que possa pedir para procurar para que assim possamos reforçar o nosso quadro de servidores”. Enfatizou Fábio.

 

O secretário ainda lembrou que no momento a maior dificuldade mesmo é relacionada a quantidade de profissionais. Os servidores que tiverem interesse e quiserem estender a sua jornada de trabalho e ter um segundo vínculo empregatício em outra instituição estará livre para assim decidir.  Tudo será feito dentro daquilo que a lei permite.

Diego Furlam diretor da Associação Hospitalar Beneficente Moacir Micheletto, participou da reunião técnica e lembrou: “Essa é a hora para nos unirmos e assim salvar mais vidas ainda, sabemos da sobrecarga de cada profissional, com jornada exaustiva, mas não vamos deixar esse vírus nos vencer”, lembrou ele.

 Galeria de Fotos

 Veja Também

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 12:00 - 13:30 às 17:30.

Última atualização do site:   //