Faça bonito e denuncie a violência sexual contra crianças e adolescentes

Segunda-feira, 17 de maio de 2021

Última Modificação: 17/05/2021 14:16:33 | Visualizada 548 vezes


Ouvir matéria

Faça bonito e denuncie a violência sexual contra crianças e adolescentes

18 de maio: Campanha Municipal de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes

 

 

A Secretaria Municipal de Assistência Social está realizando a Campanha Municipal de Enfrentamento a Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes que tem como objetivo realizar a discussão do tema de maneira amplificada, visando mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Toda sociedade precisa estar unida para buscarmos prevenir e combater essa forma de violência, no intuito de assegurar um desenvolvimento físico e emocional saudável as nossas crianças e adolescentes.

No dia 13 de maio a Secretária Izabel Claro, juntamente com a equipe da secretaria realizou a entrega de copos e réguas personalizadas com o slogan da campanha e o canal de denúncia do Disque 100, a Secretária Municipal de Educação Fátima Sobral. Estes materiais serão entregues a todas as crianças que estão cursando os 3°, 4 e 5° da rede pública municipal de ensino.  

A Secretária Municipal de Assistência Social Izabel Claro, afirma que “Devido à pandemia não poderemos realizar os encontros presenciais com as crianças para orientação e trabalhar sobre o tema, então em parceria com a Secretaria de Educação esses materiais serão enviados em conjunto com as atividades escolares.”

A Secretaria de Assistência Social oferta através do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social o atendimento às pessoas em situação de violência. No ano de 2020 foram atendidos 198 crianças e adolescentes vítimas de violência sendo destes, 130 crianças e 68 adolescentes, conforme demonstra o gráfico abaixo:

Quanto ao gênero dos atendimentos realizados, notamos que os usuários do sexo feminino sobressaíram enquanto vítimas de violência, correspondendo a 52% do público atendido, enquanto o gênero masculino representa 48%, aos quais correspondem à seguinte distribuição:

Analisando os resultados relativos à faixa etária, os dados demonstram que entre as crianças atendidas a maior incidência ocorreu na faixa etária de 8 a 11 anos de idade, representando 28% dos atendidos, já em relação aos adolescentes observamos que a maior incidência ocorreu na faixa etária de 12 a 15 anos de idade, representando 23% dos atendidos. Segue abaixo o gráfico com os dados especificados pelas faixas etárias.

Referindo-se ao motivo do atendimento, ou seja, o suposto tipo de violência inicial que a criança e ou o adolescente está sofrendo, verifica-se que 32 crianças e adolescentes foram vítimas de violência sexual:

   

Em se tratando do agressor, verifica-se que casos referentes às crianças e aos adolescentes acontecem em sua maioria no âmbito familiar, sendo praticados pelos próprios genitores, representando assim 70% dos casos atendidos. Ainda dentro do âmbito familiar aparecem no gráfico: padrasto/madrasta, avôs, tios, primos, companheiro/namorado e amigos da família:

Esses dados demonstram, infelizmente que a violência contra criança e adolescente, igualmente ao que ocorre nas demais cidades brasileiras, não está longe de nós. Desta forma precisamos somar esforços para garantir a proteção das nossas crianças e adolescentes. Faça Bonito: em casos de suspeita de situações de violência – Disque 100.

 Galeria de Fotos

 Veja Também

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 12:00 - 13:30 às 17:30.

Última atualização do site:   //