Destas 11 foram por pai ou mãe

Trinta e sete casos de agressões de violência sexual contra crianças e adolescentes foram atendidos no ano passado

Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Última Modificação: 20/05/2022 11:31:07 | Visualizada 107 vezes


Ouvir matéria

Trinta e sete casos de agressões de violência sexual contra crianças e adolescentes foram atendidos no ano passado

Destas 11 foram por pai ou mãe

 A data do dia Nacional de Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é 18 de maio, no entanto a Secretaria de Assistência Social e da Mulher de Assis Chateaubriand, está desenvolvendo ações durante todo o mês e ainda falando sobre o assunto constantemente, pois o assunto é sério e preocupante.

Conforme dados divulgados pelo Centro Referência Especializado de Assistência Social- CREAS, foram 37 casos de agressões de violência sexual contra crianças e adolescentes no ano de 2021. Destes onze foram praticados ou pelo pai ou a mãe; sete pelo padrasto ou madrasta; quatro pelo avô ou avó. Outros quatro por amigo ou conhecidos da família; três por primos; dois por tios; quatro não foram identificados ou desconhecidos; um caso praticado pelo irmão e um caso praticado pelo companheiro ou namorado.

De acordo com a Secretária de Assistência Social e da Mulher, Izabel Claro, os números podem ser ainda maiores, mas 37 foram efetivamente atendidos pela equipe. “Sabemos que  muitos casos não chegam ao nosso conhecimento e com a pandemia do Covid-19, onde as famílias permaneceram grande parte do tempo em casa os casos aumentaram ainda mais, porque muitas crianças vítimas das agressões sexuais estavam em casa com os agressores, por isso da campanha para  justamente instruir as crianças e os adolescentes para que elas falem e entendam que elas precisam contar para alguém de sua confiança e as vezes pode ser com uma pessoa de fora do ambiente familiar, pois a maioria dos casos ocorrem dentro da própria casa”, esclareceu Izabel Claro.

A Secretária ainda lembrou, “infelizmente está realidade não é só em Assis Chateaubriand, essa forma de violência ocorre no Brasil e no mundo e por este motivo todos nós devemos estar atentos para proteger nossas crianças e adolescentes”, finalizou Izabel Claro

Foram realizadas carreatas no interior do município, onde também foram repassadas informações e orientações sobre o assunto com alunos das escolas municipais. No dia 18 houve carreata em Assis Chateaubriand e na quinta-feira (19) e sexta-feira (20), aconteceu o Encontro “Proteja-se”, com alunos dos 4º e 5º anos, da sede e do interior, no Centro de Convenções (Auditório Municipal), com a equipe técnica do CREAS.

 

 Galeria de Fotos

 Veja Também

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 12:00 - 13:30 às 17:30.

Última atualização do site:   //