Assis Chateaubriand reúne 22 regionais para treinamento de técnicos em Saúde Pública

Terça-feira, 07 de junho de 2022

Última Modificação: 07/06/2022 09:52:38 | Visualizada 268 vezes


Ouvir matéria

Assis Chateaubriand reúne 22 regionais para treinamento de técnicos em Saúde Pública

 

MS, Instituto Butantan e SESA

 

O município de Assis Chateaubriand está sediando desde segunda-feira)6), seguindo até sexta-feira (10), o Treinamento de Técnicos em Saúde Pública, envolvendo as 22 Regionais de Saúde do Paraná, para Capacitação sobre Identificação e Controle de Escorpiões.

O Treinamento acontece no Auditório do IFPR- Instituto Federal do Paraná, que gentilmente cede espaço para realização do evento. Durante a semana será ministrado por Técnicos do Ministério da Saúde promovido em parceria com a 20ª Regional Saúde, de Toledo. Ressaltando a parceria da Escola de Saúde Pública do Paraná, da SESA, na produção de material técnico didático, através de mídias audiovisuais, aproveitando o treinamento, visto ser conteúdo como curso de atualização de identificação de animais peçonhentos e zoonoses e posteriormente ficará disponível o material para toda a rede SESA, por intermédio do site da Escola de saúde pública do Paraná.

 

É um evento que foi programado pelo Ministério da Saúde para ser oferecido aos estados e a Sesa foi contemplada com o primeiro deste ano e foi optado a parceria com a 20ª Regional de Saúde em fazer em Assis chateaubriand, devido ao trabalho que vem sendo feito em relação ao controle dos escorpiões com alguns experimentos que vem sendo feito e com isso é um treinamento que visa capacitar os profissionais das 22 Regionais de Saúde do Estado.

 

Para o prefeito Valter Aparecido Souza Correia, Valtinho todo o tema relacionado à saúde sempre é dado uma importância muito grande, principalmente nesse sentido. “Assis Chateaubriand hoje é referência com relação a epidemiologia e a vigilância Sanitária com relação ao escorpião, então, atendendo e acolhendo o pessoal do Ministério da Saúde, através da SESA e a nossa Regional de Saúde, e recebendo todos os técnicos de todas as 22 regionais de Saúde para a capacitação dos técnicos e que eles saiam daqui com um pouquinho mais de conhecimento sobre esse assunto, que é um tema muito relevante para a nossa saúde. Por mais que a gente faça esse esforço, por mais que envolva toda a nossa equipe, a estrutura do Estado da União, através do Ministério da Saúde, nós precisamos, ainda que todos se conscientizem e façam a sua parte através de limpezas em seus quintais porque é ali que o escorpião fica inclusive”, assegurou o prefeito Valtinho.

A ação é o início de um projeto maior da Sesa, que é um curso de atualização em biologia, identificação de animais peçonhentos e roedores, morcegos e peixes e com parceria com a Escola de Saúde pública do estado do Paraná, que é um projeto que vai envolver diversos módulos, são seis módulos ao total, sendo o primeiro módulo feito em parceria com o treinamento do Ministério da Saúde entre os profissionais da SESA e de todas as regionais nesta semana, estarão recebendo efetivamente dois treinamentos, um oferecido pelo ministério da saúde, que envolve todo o trabalho de campo junto desenvolvido em parceria com Assis Chateaubriand, e um segundo que é o primeiro módulo, o curso de biologia e identificação de escorpiões, fazendo parte do curso em parceria com a escola de saúde pública então é um evento que promove a capacitação dos técnicos das 22 regionais de saúde, em parceria com a 20ª regional e o município de Assis Chateaubriand.

 

“Nosso objetivo já de longa data,  é tentar segurar o máximo possível a evolução do escorpionismo no estado, orientando a população, capacitando os profissionais da saúde, capacitando os profissionais dos municípios para evitarmos que a gente tenha assim tão rapidamente quanto outros estados já estão com um problema hiperendêmico de escorpião mesmo nesses estados com óbitos muito frequentes e com um número de acidentes muito alto”, ressaltou Emanuel Marques da Silva, Biólogo Chefe da Divisão de Vigilância de Zoonoses da SESA- Secretaria de Estado da Saúde

 

“Assis Chateaubriand apresentou um quadro de um pouco mais de alerta, diferente dos demais municípios uma situação do escorpionismo mais acentuado com isso mantivemos contato com o Emanuel para que se iniciasse alguns trabalhos no município e Assis Chateaubriand foi muito parceiro em apoiar essa iniciativa do experimento e agora do treinamento. Para nós, é muito gratificante receber esse treinamento aqui do ministério da saúde, tendo em vista que é uma visão nacional que vem para ajudar a gente nesse experimento que acontece no cemitério Jardim da Paz e é um modelo que provavelmente seja utilizado em outros estados, então é muito gratificante”, destacou, Felipe Hofstaetter Zanini, Chefe de Divisão de Vigilância em Saúde da 20ª regional de saúde.

 

Há muitos anos estamos enfrentando o problema relacionado ao escorpião, isso em parceria com o governo estadual, da SESA, através do Emanuel, que sempre está aqui junto desenvolvendo alguns trabalhos envolvendo pesquisa e outras situações devido ao aumento de escorpião. Estamos tentando solucionar o problema, mas também servindo como referência para o estado do Paraná, é um orgulho hoje está sendo uma referência, praticamente quase a nível de Brasil, nós temos aí os técnicos tanto do Ministério da Saúde como do Instituto Butantan, também de são Paulo, que vieram para realizar essa capacitação junto com a SESA, no município de Assis chateaubriand”, lembrou o Secretário de Saúde Fábio Fantin Camilo.

 

“Quando a SESA escolhe o município de Assis Chateaubriand para trabalhar o assunto, nós agradecemos e ficamos felizes em saber que várias ações inclusive com experimentos que podem ser levados para outros estados e municípios. Nossas equipes devem sempre estar preparadas, buscando a melhor forma de estar combatendo o escorpião”, disse a vereadora Franciane Micheletto, que no ato também representou seu esposo, deputado Estadual Marcel Micheletto.

 

Presentes no evento Flávio Santos Dourado- Biólogo- Consultor Técnico e Coordenador Geral De Vigilância De Zoonoses e Doenças de Transmissão Vetorial- Ministério Da Saúde, Denise Cândido, Bióloga, do Instituto Butantã, Assistente De Apoio à Pesquisa Científica VI, Enedina Marcelino dos Santos Sagae, Chefe do Setor de Vigilância Sanitária e Saúde do Trabalhador e o diretor geral do Campus IFPR de Assis Chateaubriand, Vicente Sandeski e o Chefe de Seção de Gabinete do Diretor Geral Wylliam Salviano Gongora.

 

 Galeria de Fotos

 Veja Também

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 12:00 - 13:30 às 17:30.

Última atualização do site:   //